Governo estuda comprar imóveis de até R$ 200 mil para desabrigados no RS

O governo federal estuda comprar imóveis de até R$ 200 mil para atender a pessoas desabrigadas no Rio Grande do Sul.

445000957_1230205254784067_7831027670729919418_n
Governo estuda comprar imóveis de até R$ 200 mil para desabrigados no RS
O governo federal estuda comprar imóveis de até R$ 200 mil para atender a pessoas desabrigadas no Rio Grande do Sul. O valor máximo das casas e apartamentos deve ser anunciado na próxima semana.
Na última quarta-feira (15), o ministro Rui Costa, da Casa Civil, apresentou medidas para dar moradia às famílias vítimas das chuvas em visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao estado. Uma das ações é a chamada compra assistida de imóveis usados (veja mais abaixo as outras ações previstas). Neste programa, a família indica uma casa já existente ao governo, a União compra a casa e entrega à família. Outra possibilidade é o repasse de casas e apartamento ainda em construção. A avaliação de integrantes do governo é que o valor máximo das casas e apartamentos deverá ficar entre R$ 190 mil e R$ 200 mil.
Inicialmente, técnicos trabalhavam com o cenário de um teto de R$ 170 mil no custo da compra do imóvel. Esse patamar é usado atualmente para contratos do Minha Casa, Minha Vida para pessoas da faixa de renda mais baixa e que conseguem adquirir as casas com subsídio próximo a 100%.
No entanto, membros do governo envolvidos nas discussões de medidas para socorrer a população gaúcha dizem que o valor máximo dos imóveis precisará ser mais alto por causa da alta demanda na região e do aumento dos custos no setor imobiliário no estado.
A ideia é que esse seja o preço limite – cerca de R$ 200 mil. A Caixa, que participará da licitação, fará uma avaliação do mercado nas cidades atingidas pelas enchentes para conferir a possibilidade de adquirir unidades abaixo desse teto.
O governo teme que, diante de provável subida dos valores de imóveis no Rio Grande do Sul, o pregão acabe fracassando se preço máximo ficar abaixo do custo pós-calamidade.
Lista com 3.600 imóveis
A Câmara Brasileira da Indústria de Construção (CBIC) contabiliza cerca de 3.600 imóveis – em construção ou prontos – que possam ser comprados pelo governo federal junto às construtoras para atender aos desabrigados no Rio Grande do Sul.
Esse levantamento inclui unidades de até R$ 200 mil. Portanto, dentro da faixa em estudo pelo governo. Uma das modalidades de compra é a aquisição de casas e apartamentos de construtoras, que vinham sendo construídos por conta própria para atender ao mercado.
Segundo o presidente da CBIC, Renato Correia, as 3.593 unidades estão prontas ou com previsão de conclusão em 1 a 2 anos, com valores de até R$ 200 mil. Os imóveis estão localizados nas cidades atingidas pelas chuvas, como Porto Alegre, Canoas e São Leopoldo.
O levantamento da CBIC tem como base informações prestadas pelo Sindicato da Indústria de Construção do Rio Grande do Sul e outras entidades locais. Minha Casa Minha Vida
No programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, o governo já havia anunciado uma suspensão de seis meses para o pagamento das parcelas dos financiamentos.
No anúncio da semana passada, Rui Costa apresentou os caminhos que serão utilizados para entregar casas a famílias que perderam suas moradias nas enchentes e se encaixem nas faixas 1 e 2 do Minha Casa, Minha Vida: compra assistida de imóveis usados (a família indica uma casa já existente ao governo, a União compra a casa e entrega à familia);
chamada pública de imóveis (o governo recebe propostas de proprietários interessados em vender imóveis);
estoque de casas para leilão (imóveis que foram tomados pelo governo, em razão de financiamentos não pagos, serão retirados de leilão, quitados e ofertados às famílias);
aquisição de imóveis de construtoras (domicílios que empreiteiras vinham construindo, por conta própria, para oferecer ao mercado – o governo fará a compra antecipada e entregará às famílias);
habilitação de novos projetos do Minha Casa, Minha Vida (projetos que tinham sido apresentados, mas não foram selecionados na cota do programa).
Fonte: g1RS
Foto: Ricardo Stuckert / PR

Compartilhe

Governo estuda comprar imóveis de até R$ 200 mil para desabrigados no RS

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Veja também!

Confira outras notícias

Brigada Militar constata mais de 300.000 metros quadrados de...

Através da PATRAM de Vacaria, em ações de Polícia de Proteção Ambiental, no último *bimestre*, foi realizado o atendimento de quatro ocorrências no interior do municíp...

Polícia Civil identifica autores de homicídio em Cerro Largo

Ação de hoje é desdobramento da investigação da morte de Lorena dos Santos

Brigada Militar resgata cobra Urutu-cruzeiro em residência de...

A Brigada Militar, através do 3º Batalhão Ambiental (BABM), resgatou, nessa quinta-feira (20/06), uma serpente urutu-cruzeiro (Bothrops alternatus), em Passo Fundo.

Pai e filha são presos suspeitos de vender produtos contamina...

Pai e filha foram presos em flagrante, nesta quinta-feira (20), em Viamão, na Região Metropolitana, suspeitos de vender produtos contaminados descartados após a enchen...

HERÓI | Policial de folga salva idosa de 91 anos de incêndio ...

Um policial que estava de folga foi o responsável por salvar a vida de uma idosa de 91 anos, depois que ela ficou cercada por um incêndio dentro do apartamento onde vi...

MPRS realiza operação de combate à adulteração de combustívei...

A Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Porto Alegre realizou, em conjunto com as Promotorias de Giruá e de Santo Ângelo, nos dias 18, 19 e 20 de junho, ope...

Renascer FM
Av. Bento Gonçalves, 953 - 2º Piso, Centro, Campo Novo - RS
Copyright © 2024
Renascer FM
Av. Bento Gonçalves, 953 - 2º Piso, Centro, Campo Novo - RS
Copyright © 2024
Atendimento por WhatsApp
Estúdio
Rádio Renascer FM
Atendimento das 08:00 às 18:00hs de segunda a sexta.
Atendimento por WhatsApp
Estúdio
Rádio Renascer FM
Atendimento das 08:00 às 18:00hs de segunda a sexta.

Renascer FM

Copyright © 2024

Este site utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência. Ao clicar em 'ok" e continuar navegando, você concorda com a nossa política de privacidade